SEMINÁRIO

SEMINÁRIO INTERNO 2018

25 a 27 de abril – Salvador/BA

O seminário interno do Laboratório Urbano configura um espaço-tempo de pensar a produção desse grupo de pesquisa, estabelecendo um momento de encontro e de trocas entre seus membros ativos em torno das pesquisas atuais, individuais ou coletivas. Esse tempo fora do calendário cotidiano busca tornar visíveis linhas menores de pensamento, criar novas conexões e rumos a partir dos tensionamentos vividos no encontro, discutir metodologias, fabular teorias e histórias. É também tempo para produzir pensamento acerca do grupo de pesquisa, seus modos de fazer, sua história e o por vir.

Em sua 5ª edição, o Seminário acontecerá durante três dias. Nas quatro primeiras sessões estarão dispostas as apresentações das pesquisas individuais, de nível mestrado e doutorado, conduzidas por integrantes do Laboratório Urbano. Após breve apresentação de cada trabalho, haverá um tempo de debate, e ao final de cada sessão professores membros do grupo comentarão os trabalhos buscando provocar aproximações ou distanciamentos/choques/conflitos teóricos/conceituais/metodológicos, entre os trabalhos apresentados. O agrupamento dos trabalhos se deu por afinidades sutis a partir de grandes eixos que encontramos na leitura dos resumos enviados: historiografia,narrativas, rua, e memória.

Ao longo do terceiro dia serão apresentadas e discutidas as pesquisas coletivas que acontecem atualmente no Laboratório Urbano, coordenadas por professores membros do grupo, e contam com a participação de alunos da graduação, mestrado e doutorado: Cronologia do Pensamento Urbanístico, Arquivo_ Laboratório Urbano, Urbanidades Liminares, Visibilidades. Por fim, haverá um momento dedicado a pensar o próprio Laboratório Urbano, a articulação entre as pesquisas, a estrutura e funcionamento do grupo e seus desdobramentos futuros.


Programação

Quarta, 25 de abril

8:30 – Abertura (Janaína Bechler)

8:40 – Devir-criança e a cidade: histórias do Centro de Vitória | Camila Benezath Rodrigues Ferraz

9:10 – Brinquedo. Brincadeira. Fabulação: narrativas urbanas que relacionam criança e cidade como potência de crítica ao urbanismo moderno | Igor Gonçalves Queiroz

9:40 – Arqueologia da cidade moderna brasileira: As culturas “primitivas” na trajetória intelectual de Lucio Costa | Dilton Lopes de Almeida Júnior

10:10 – Antologia dos Silêncios: Experiências Críticas e Alternativas na Historiografia da Arquitetura e do Urbanismo | Ícaro Vilaça Nunesmaia Cerqueira

10:40 – Estudo das co-implicações espaço e corpo na atuação dos arquitetos e urbanistas: por uma espacialidade dançante em constante devir | Clara Passaro Gonçalves Martins

11:10 – Debate de articulação | Debatedora: Paola Berenstein Jacques

12:30 – Fechamento | Mediadora: Janaína Bechler


14:00 – Janaina Chavier Silva

14:30 – Fazendo ponto: corpo, cidade e práticas sexuais | João Soares Pena

15:00 – Opacidades, blackouts e holofotes: A narração da noite na cidade e no urbanismo | Osnildo Adão Wan-Dall Junior

15:30 – Pensar a cidade por Atlas: A Península de Itapagipe como campo de experimentação do atlas como forma visual de conhecimento da cidade | Daniel Sabóia Almeida Barreto

16:00 – Debate de articulação | Debatedora: Junia Cambraia Mortimer

17:30 Fechamento | Mediadora: Janaína Lisiak


Quinta, 26 de abril

8:30 – Resistir a pé: deslocamentos de sentido no caminhar | Bárbara Brena Rocha dos Santos

9:00 – Práticas e redes: a ocupação do espaço público na cidade de São Paulo | Rafaela Lino Izeli

9:30 – “Pega a visão”: territorialidades de moradores de rua na cidade de Salvador | Anna Raquelle Edington Anselmo da Silva

10:00 – Cidades em disrupção: Uma teoria das urbanidades excremenciais | Cícero Menezes da Silva

10:30 – Arte urbana | Ygor de Andrade Araujo

11:00 – Debate de articulação | Debatedora: Thaís Troncon Rosa

12:30 – Fechamento | Mediador: Eduardo Rocha


14:00 – Gaio Matos

14:30 – Patrimoniologia: o lusco fusco entre hegemonia e emergências | Helena Tuler Creston

15:00 – Disputas no limiar mar-cidade: Investidas sobre o território marítimo de Salvador | Janaína Lisiak

15:30 – Planos urbanísticos para a Universidade Federal da Bahia | Fábio Pina

16:00 – Debate de articulação | Debatedor: Luis Antonio de Souza

17:30 – Fechamento | Mediadora: Rafaela Lino Izeli


Sexta, 27 de abril

9:30 – Arquivo Laboratório Urbano | Eduardo Rocha e Janaína Bechler (coords.)

10:00 – Urbanidades Liminares | Thaís Troncon Rosa (coord.)

10:30 – Imaginários e Visibilidades: práticas urbanas em fotografias soteropolitanas (1940-1970) | Junia Cambraia Mortimer (coord.)

11:00 – Debate de articulação | Debatedor: Ícaro Vilaça N. Cerqueira

12:30 – Fechamento | Mediadora: Rafaela Lino Izeli

14:00 – Cronologia do pensamento urbanístico: campos de debates sobre moderno, popular e participação | Paola Berenstein Jacques, Junia Cambraia Mortimer e Thaís Troncon Rosa (coords.)

15:30 – Debate de articulação | Debatedor: Paola Berenstein Jacques

17:30 – Encerramento | Mediadora: Janaína Bechler