Doutorado

Patrimoniologia: lusco fusco entre hegemonia e emergências

Helena Tuler Creston

Resumo

Esta pesquisa pretende propor desterritorializações no campo patrimonial. Desterritorializações no sentido de tensionar o campo por meio do pensamento rizomático – uma outra forma de pensar, com lógica e conceitos próprios. Esse exercício de trazer o olhar da Filosofia para o patrimônio tem por objetivo evidenciar a “maquinaria patrimonial” que se configura, e mais: exaltar e incentivar resistências frente às políticas/práticas no âmbito do patrimônio aqui entendido como hegemônico; experimentar/criar abrangências outras de um patrimônio porvir. Nesse sentido, a tese se abre, inicialmente, nesses dois pontos fragmentados, porém conectados por linhas de desterritorialização, a serem propostas.

Palavras-chave: Patrimônio. Pensamento rizomático. Resistência. Emancipação. Experimentação.

Orientador

Pasqualino Romano Magnavita

Período

2016-atual

Estágio do trabalho

Pesquisa em andamento