Doutorado

A boa forma da não-cidade latinoamericana: repensando a forma urbana através de uma perspectiva decolonial

Marcos Vinícius Bohmer Britto

Elaborada com o objetivo de questionar as teorias consagradas que versam sobre a forma da cidade, esta proposta de pesquisa pode ser facilmente explicada a partir de seu título: A “BOA” FORMA DA “NÃO” CIDADE LATINO-AMERICANA. A BOA FORMA indica o objeto e o tema, que são as teorias e os estudos de morfologia que instituem critérios e naturalizam concepções dualistas de formas da cidade, supostamente “boas” ou “más”. A NÃO CIDADE demonstra que se pretende trabalhar com o que os estudos de morfologia normalmente subalternizam e inferiorizam: a forma dos bairros marginais/informais, que na América Latina não são exceção. Com base na argumentação decolonial do antropólogo colombiano Arturo Escobar, considero haver projeto sem que haja a figura do arquiteto e urbanista. Os três estudos de caso – El Alto, na Bolívia; a Ocupação Bubas e o bairro Engenho Velho da Federação, respectivamente em Foz do Iguaçu-PR e Salvador-BA – me permitirão questionar a base teórica eurocêntrica da literatura sobre morfologia. Por fim, LATINO-AMERICANA indica, por um lado, minha filiação à abordagem decolonial, partindo do entendimento do sociólogo peruano, decolonial, Aníbal Quijano, de que a ideia de raça instituiu um sistema de controle de corpos, recursos e ideias com base numa classificação visual, porque fenotípica. Os estudos de caso mencionados, resultantes de diferentes heranças étnicas, serão analisados compreendendo-se que a análise morfológica é, também, classificatória e ocularcêntrica. Por outro lado, informa também acerca das lacunas que as teorias sobre a forma da cidade apresentam, sempre com base na experiência de metrópoles europeias/estadunidenses. Nesse sentido, a futura tese de doutorado almeja preencher parte dessas lacunas e, consequentemente, combater o eurocentrismo naturalizado na arquitetura e urbanismo.


Palavras-chave: Palavra1. Palavra2. Palavra3.


Orientador

Luiz Antônio Souza

Período

2019-atual