Mestrado

Catraia-pesca-saveiro: práticas de cidade pelo mar e dispositivos de orla

Gabriel Teixeira Ramos

2016

Esta pesquisa investiga relações entre práticas de cidade pelo mar e dispositivos de orla, no cotidiano de duas capitais brasileiras, Vitória (ES) e Salvador (BA). Denominamos práticas de cidade pelo mar aquelas articuladas pelo agenciamento (Deleuze) catraia-pesca-saveiro, das quais nos aproximamos para investigar algumas de suas relações com dispositivos de orla, compreendidos enquanto rede estratégica de enunciados, discursos, técnicas e aparatos que têm por objetivo controlar aqueles que devem usar, produzir e consumir territórios de orla. Observamos, durante o estudo, diferentes modos como as práticas de cidade (Certeau), mesmo sendo codificações produtivistas e consumistas, por vezes, escapam aos dispositivos (Agamben). Assim, a dissertação aponta para uma configuração metodológica própria, através do uso expandido de diferentes conceitos, engendrados no trabalho de campo como meio de se produzir encontros (Espinosa-Deleuze) com esse. Por meio dessa trama, que envolve conexão de conceitos e trabalho de campo, articulamos modos de escrita da História a contrapelo (Benjamin), tensionando invenções de identidades e folclores impostos a sujeitos, que, por meio de suas práticas, sobrevivem nas franjas do capital, e colocam em xeque produções de verdades da cidade contemporânea, reproduzidas pelo Urbanismo hegemônico.


Palavras-chave: Práticas de cidade pelo mar. Dispositivos de orla. Catraia-pesca-saveiro. Encontros. História a contrapelo.


Orientadora

Thais de Bhantumchinda Portela


Baixe aqui