Pesquisa Coletiva

Urbanidades liminares: dinâmicas socioespaciais nas margens da cidade

Coordenação: Thaís Troncon Rosa

Tomando como referência empírica as transformações ocorridas nas cidades brasileiras nas últimas décadas, este projeto propõe pensá-las a partir de margens e limiares, perscrutando suas dimensões socioespaciais e, sobretudo, os meandros da conformação de distintos “regimes de urbanidade” a serem considerados analítica e politicamente. Nesse sentido, procura tensionar, a partir de pesquisa de campo de caráter etnográfico em Salvador – BA, tanto a perspectiva totalizante de “cidade” que orientaria as concepções originárias – e seus desdobramentos contemporâneos – de “favela” e “periferia” e as abordagens dicotômicas sobre as cidades dela decorrentes (calcadas em categorias como “cidade informal” ou “cidade ilegal”), quanto a perspectiva etnocêntrica que encara tais configurações e dinâmicas urbanas exclusivamente pela chave da “ausência” e que culminaria em proclamá-las “o avesso da cidade”.

Para tanto, investiga trajetórias urbanas de moradores, trabalhadores e/ou praticantes das “margens” da cidade (atentando aos deslocamentos históricos e cotidianos, voluntários ou compulsórios que as constituem), bem como os cruzamentos, tangenciamentos ou desencontros com as políticas, planos e intervenções urbanas, habitacionais e sociais. Considerando que a pesquisa não se propõe a investigar um único objeto circunscrito em si mesmo, mas, antes, processos e tramas de produção de urbanidades nas margens da cidade, trata-se de uma abordagem relacional, em que o foco da pesquisa direciona-se, portanto, para o objeto em sua dinâmica: este não é tido como algo dado, estático; é, sobretudo, construído no decorrer da própria pesquisa (aí incluídos seus delineamentos espaciais e temporais).

Espera-se, portanto, dar continuidade a uma reflexão sobre dinâmicas de produção do que vimos chamando “urbanidades liminares”, possibilitando desnudar as aproximações e disjunções entre saberes e dispositivos técnicos de planejamento e gestão urbana (e social) e saberes, práticas e narrativas de produção de cidade e urbanidade em ato, alargando e fortalecendo campos de reflexão crítica que se somem aos ainda escassos estudos urbanos que vêm se atentando à existência de múltiplas maneiras de “fazer cidade”.


Financiamento

Edital PROPCI/PROPG – UFBA 004/2016 – Programa de apoio a jovens pesquisadores doutores (PROPESQ)


Período

Março 2017 – Fevereiro 2019

Equipe

Thaís Troncon Rosa (coordenação), Anna Raquelle Edington Silva, Janaína Lisiak França e Rafaela Lino Izeli