Artigo

Cartografias: produção de saberes, subjetividades e cidades

Carolina Ferreira da Fonseca

Anais do I ENANPARQ, Rio de Janeiro, 2010

A presente proposta de trabalho compreende uma abordagem teóricoreflexiva acerca da idéia de produção cartográfica, mapeamento, relações de poderes e micro-poderes. Propõe-se uma articulação entre a filosofia da multiplicidade, cunhada pelos filósofos Gilles Deleuze e Félix Guattari, as explorações cartográficas narradas por Suely Rolnik, a microfísica do poder formulada por Michel Foucault e as questões levantas por Michel de Certeau acerca de mapas e itinerários. Discute-se a instauração de hegemonias e dissidências, ou poderes e micro-poderes na prática cartográfica, analisadas a partir do urbanismo, definido nesta abordagem como o campo de convergência, onde vetores de forças desestabilizam e estratificam inúmeros pressupostos legitimadores desta prática.


ARTIGO COMPLETO

Acesse aqui