Artigo

Lygia Clark e Gisele Lotufo: traduções da corporeidade no horizonte habitacional

Thiago de Araújo Costa

Anais do VII ENECULT, Salvador, 2010

Este ensaio reflete uma aproximação entre pensamento urbano e um conjunto de compreensões performativas sobre a casa; sua objetivação indica possibilidade de diálogos entre proposições realizadas em trabalhos artísticos e a situação de precariedade das grandes cidades brasileiras. Neste sentido, relacionamos a produção de duas artistas brasileiras – Lygia Clark e Gisele Lotufo – para pensarmos traduções sensíveis da casa, do abrigo, do habitar.


ARTIGO COMPLETO

Baixe aqui