Artigo

Cidade Percorrida + Arquitetura Presenciada: relações performativas no horizonte modernista de Salvador

Thiago de Araújo Costa

Anais do I Urbicentros, João Pessoa, 2010

Colocaremos em questão a possibilidade do andar pela cidade constituir um modo de relação com a cidade que compreende um engajamento sensorial. Nesta perspectiva o tempo presente envolve o corpo-andante num jogo onde ele se depara com vestígios históricos e demarcações do passado, confrontando impressões diacrônicas e percebendo a arquitetura em relação à escala corpórea, em tempo-real. As relações sensíveis que podem atravessar este jogo vão encadear-se no exercício de atravessar o horizonte modernista do centro de Salvador, situando percepções labirínticas neste território. Este estudo – focado no estado corporal do pesquisador em percurso – permite localizar a espessura coreográfica em meio à dinâmica urbana. Manuseando o ‘Guia da Arquitetura Moderna em Salvador’ como coordenada para a realização de percursos exploratórios por entre endereços apontados pelo DO.CO.MO.MO como marcos da capital baiana, incorporamos a linguagem do vídeo para realizarmos outros registros destes mesmo locais, exercitando uma alternativa à cartografia instituída enquanto inventário. Estes percursos incitaram diretamente o diálogo da arquitetura com o entorno, vinculando, sob parâmetros performativos, arquitetura e presença/ausência humana. A pesquisa articulada em texto é, portanto, complementada e desdobrada por um conjunto de vídeos acessíveis por meio de uma plataforma da web.


ARTIGO COMPLETO

Acesse aqui