Artigo

A escuta às resistências

Thais De Bhanthumchinda Portela

Anais do XIII ENAnpur, Santa Catarina, 2009

A complexidade do espaço-tempo contemporâneo trouxe para as disciplinas urbanísticas esse quadro de conflitos e incertezas sobre quais saberes e poderes são agora necessários para as práticas do campo. Parte do caminho apontado como saída para as disciplinas são a práticas da participação popular e da sustentabilidade para os ambientes urbanos e essas respostas foram criadas com o posicionamento de resistência dos movimentos da reforma urbana e dos movimentos ecologistas frente aos modelos da urbanística desenvolvimentista moderna. Esses Agenciamentos(Movimento Social Urbano e Movimento Ecologista) ajudaram a desenhar outras práticas de gestão e de políticas urbanísticas no Brasil. Este texto é uma reflexão, que se inicia, sobre quais outras Identidades/Singularidades, além das acima citadas, possuem esse posicionamento de resistência e para quais caminhos essas apontam.


ARTIGO COMPLETO

Baixe aqui